Fifa não punirá Henry. Claro que não!

A Fifa divulgou nesta semana que não punirá o atacante francês Thierry Henry, pelo lance que resultou na vitória da França sobre a Irlanda, pelas eliminatórias da Copa, e que colocou os Bleus na África do Sul. Alguém imaginava o contrário?

Seria ridículo aplicar qualquer punição ao jogador. Se isso acontecesse, abriria jurisprudência para milhares de outros casos mundo afora. Afinal, quantas vezes os jogadores colocam a mão na bola em uma partida de futebol sem que o árbitro veja? Pelo menos algumas.

“Ah, mas esse lance específico eliminou a Irlanda”. Pois é, azar. Agora já foi. Deveria, isso sim, ter sido evitado. Como? Com a ajuda de recursos eletrônicos.

Antigamente eu era contra essa ideia, mas mudei de opinião baseado em como os recursos eletrônicos são usados nos esportes norte-americanos, principalmente na NFL.

Lá, cada técnico tem o direito de desafiar duas vezes por tempo (são dois também) a decisão da arbitragem, que é obrigada a rever a jogada em monitores (e em várias imagens). Se acertarem, mantém o segundo pedido, caso contrário, perdem. Simples assim.

Antes eu achava isso errado, porque pensava: “mas e nos campos menores, torneios menores, onde não tem televisão?” Não se usa o recurso eletrônico, e ponto. Estamos falando de Copa do Mundo, o maior evento do futebol. Ou seja, não é brincadeira de criança para um cidadão vir, colocar a mão na bola e classificar seu país.

Na prática, acho que os recursos eletrônicos só serão utilizados no futebol daqui muito tempo. A resistência antiquada dos principais dirigentes mundiais é ridícula e sem qualquer critério justificável. Basta ver as alegações mais comuns: “o futebol sempre foi assim”, “a graça está na discussão desse erro no dia seguinte” e tantas outras baboseiras mais.

Assim como tudo na vida, o futebol também precisa evoluir.

Tags: , , ,

3 Respostas to “Fifa não punirá Henry. Claro que não!”

  1. Junior Lourenço Says:

    Aos que dizem que esse é “o charme do futebol”, queria ver falar isso no vestiário da Irlanda no fim do jogo.

  2. Michel Costa Says:

    Ainda bem que a FIFA não puniu Henry. Se o fizesse, jogaria para a torcida (no caso, público do futebol e imprensa), como se diz.
    Quanto a adoção dos recursos eletrônicos, concordo com seu ponto de vista. Infelizmente, ainda na linha Havelange que pensa que a graça do futebol está no erro do árbitro, Blatter disse que não adotará tal medida.

    Abraços.

  3. victor Says:

    Esse argumento ‘o erro deve continuar, é o charme do esporte’ também não se sustenta. Mesmo no futebol americano ele continua existindo. Só é minimizado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: