Foi no detalhe. Mas foi eliminado de novo

Fico imaginando a cabeça dos jogadores do Corinthians ao final da partida contra o Flamengo. O choro deles era sincero. Mas tenho certeza que as lágrimas caíam não só porque o time foi eliminado, mas porque eles sabiam que essa derrota é muito dolorida para os torcedores.

Não se viu uma torcida enfurecida, enlouquecida ou querendo bater nos atletas. O Pacaembu ficou tomado por um sentimento de decepção. Não se ouviam muitos gritos ao final do jogo. Palmas, sim. Alguns incentivos. Mas aquele silêncio da decepção estava no rosto de todos.

Alguns andavam sem direção. Outros perguntavam aos céus “por quê”. Muitos ainda miravam o gramado perplexos. Filhos pequenos consolavam pais. Namoradas tentavam animar os namorados.

Para o torcedor corinthiano, era o jogo de suas vidas, sim. Esqueçam o profissionalismo do futebol, os discursos prontos. É o ano do centenário do Corinthians. E todos ilusionavam com a conquista da América. Não foi, mais uma vez. Quando será? Ninguém nunca vai saber. Mas talvez eu tenha um palpite.

Será quando o time chegar na competição despretensiosamente. Sem a condição de favorito absoluto. Sem pressão? Esqueçam, isso nunca vai acontecer. A torcida e a imprensa vão sempre pressionar. E também quando se tornar um frequentador assíduo do torneio, daqueles que jogam na Colômbia sem medo de ir para cima.

Nesse ano a derrota veio em um detalhe. No gol tomado em casa. Isso para não lembrar da atuação abaixo da crítica no Maracanã… E não adianta procurar culpados, porque a culpa é coletiva. A culpa é do goleiro que não defendeu, do lateral que não marcou, do zagueiro que não cobriu, do volante que vacilou, do meia que não armou e do atacante que não marcou. E do técnico que mexeu errado.

Todos têm culpa. Mas o trabalho não está errado. E o ano não acabou. O corinthiano, agora, tem que levantar a cabeça, olhar para a frente e saber que o mundo não acabou. Pelo contrário, segue no mesmo lugar, dando condições e espaço a todos os sonhos. E o sonho da Libertadores no Parque São Jorge não acabou. Apenas foi adiado.

Tags: ,

Uma resposta to “Foi no detalhe. Mas foi eliminado de novo”

  1. Pedro Says:

    Todos tem culpa no Corinthians né. A culpa é toda deles. O Flamengo não tem mérito nenhum. Enfim…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: